STELA OLIVEIRA
PORTUGUÊS
BIOGRAFIA
 
BIOGRAFIA

Maria Stela de Oliveira Gomes nasceu em Abre Campo - MG, em 12 de fevereiro de 1953. É a primeira filha do casal Noé comemorável de Oliveira e Tereza da Silva Oliveira e tem nove irmãos.
O desejo de ler e escrever iniciou-se ainda na infância, quando ouvia o pai contar histórias à noite para eles dormirem e queria ler os livros dele. Foi alfabetizada por ele e que se incumbia de pegar emprestado os livros na biblioteca municipal para ela ler.. Esta habilidade foi aprimorada na escola e as suas redações eram consideradas as melhores da classe. por isso, era sempre escolhida para participar de declamações de poesias e peças teatrais.
Devido às constantes mudanças de cidade em virtude da profissão do pai: policial militar e a mãe doméstica, com muitos filhos e por ser a primogênita do casal interrompeu os estudos várias vezes para ajudar a mãe. Aproveitava sempre esses intervalos para fazer o que mais lhe aprazia: ler muito.
Passou grande parte da sua juventude em Caratinga - MG, onde trabalhou e estudou. É graduada em Pedagogia com habilitação em Orientação Educacional.
Após casar-se fixou residência em Governador Valadares - MG e trabalha como Pedagoga em uma escola pública do Ensino Fundamental e Médio.
Intencionada em crescer intelectualmente especializou-se em Inspeção Escolar e pós-graduou-se em Psicopedagogia.
Sua experiência como educadora tem sido de grande valia para seus escritos, pois o magistério a oportuniza ricas experiências e conhecimentos diversificados para o seu crescimento pessoal, intelectual e cultural, dando-lhe asas para a sua imaginação. Por amar ler e escrever transfere esse seu gosto aos alunos da escola onde trabalha coordenando concursos de poesias, saraus poéticos e projetos de leitura.
No período que estudou escreveu e dirigiu várias peças teatrais e histórias de pessoas homenageadas. Porém há poucos anos tem investido na arte de escrever, devido a intensidade do trabalho como educadora. No entanto cultua o desejo de ser reconhecida como escritora e para isso tem participado de diversos eventos culturais.
No ano de 2000 foi paraninfa, como poeta da turma do 4º ano da Escola Estadual Antônio Carlos, em Inhapim - MG, no Projeto construir para juntos produzir melhor, destacando as poesias: "As Flores" e "Aprendizes do Futuro".
Em 2001 foi eleita membro da Comissão de Cultura da Secretaria Municipal de Cultura, durante o I Seminário de Cultura
De 2002 a 2004 atuou como Diretora-Secretária da Associação do Amigos da Açucareira (imóvel tombado pelo patrimônio histórico).
No mesmo ano foi eleita Diretora-Adjunta da Sociedade dos Amigos da Biblioteca Municipal Professor Paulo Zappi e reeleita em 2004.
Em 2003 e 2011 fez o Curso de Formação de Multiplicadores na área de Incentivo à Cultura. Paricipou do I Fórum de Desenvolvimento da Cultura no Vale do Rio doce e do II Seminário de Cultura - Inclusão Cultural.
Possui obras publicadas em jornais, revistas e antologias e através destas obras foi eleita em 2004 membro da Academia Valadarense de Letras ocupa a cadeira 7 e seu patrono é João Guimarães Rosa.
Durante a Semana da Poesia, foi jurada e homenageada como Poeta Brasileira e Valadarense em 2006 e 2007.
Em 2008 realizou o seu grande sonho publicou o seu primeiro livro, o romance intitulado "Marcas de Sofrimento e Esperança", que tem marcado o seu caminho de escritora, de forma prazerosa.
em 2010, foi escolhida para escrever uma história para o Projeto Tim ArtEducação -  um dos quesitos era a contação de histórias e o tema era Aquecimento Global. Então escreveu a história intitulada "O Troco", que foi encenada no teatro com a participação de alguns alunos da escola que trabalha. Esta mesma história está publicada na antologia Entrelinhas Literárias - da Editora Scortecci em 2011.
O seu conto intitulado "Masculino e Feminino", foi selecionado entre os 15 melhores, no Concurso Nacional de Contos de Humor nas comemorações dos 15 anos do Grupo Farroupilha e também será lançado durante na Antologia Especial Bienal de Minas Gerais, em maio de 2012.
O conto intitulado "Saudade Boa" será lançado em agosto durante a Bienal de São Paulo, durante as comemorações dos 30 anos da Editora Scortecci.
Sua crônica intitulada "Peraltices da Infância foi publicada na Antologia Internacional Brasileiros em Verso e Prosa e traduzida para o francês e editada na Anthologie Internacionale Brésiliens En Vers Et En Prose. Durante a Semana Cultural eu recebi certificado e medalha de "Elo Cidadão", no dia 19 de outubro de 2012, através do intercâmbio da Universidade Federal da Paraíba. A escritora opta pelos gêneros dramático e de humor por considerá-los um campo vasto para determinar as funções dos personagens.