SOLANGE CHALITA
PORTUGUÊS
BIOGRAFIA
 
BIOGRAFIA

Solange Berard Lages Chalita é natural de Maceió (Al).

Graduação: Licenciatura em Letras Clássicas (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Santa Úrsula (PUC, RJ) – Ciências Jurídicas e Sociais (Faculdade de Direito, Universidade Federal de Alagoas) – Diplôme Supérieur de Langue et Littérature Françaises (Université de Nancy, França).

Pós-graduação: Especialização em Lingüística e Comunicação (Universidade Federal de Alagoas) – Doutorado em Literatura Brasileira (Universidade Federal de Alagoas - .

Publicações
Poesia: Canto Anônimo. Maceió: Nossa cidade, 1967 – Canto Sinônimo. Recife: Cia. Ed. de Pernambuco, 1970 – Canto/desencanto. Maceió: SERGASA,1975 – O Anjo Encarnado. São Paulo: Scortecci, 2008 – Canto Mínimo. São Paulo: Scortecci, 2008 –Canto Efêmero. São Paulo: Scortecci, 2011 
Conto: Passagem. Maceió: SERGASA,1979  
Biografia: LILY LAGES. Maceió: SERGASA,1978 
Ensaio: Teatro em dois tempos. Maceió: SERGASA,1994 – Uma leitura junguiana do cordel nordestino: dois exemplos. Maceió: EDUFAL, 2002
Detém alguns prêmios literários.

Artista plástica:
É artista plástica, tendo se iniciado no Ateliê livre de Pierre Chalita. Seu itinerário plástico apresenta duas fases: a primeira, figurativa e uma segunda, abstrata. Trabalha com tinta acrílica sobre tela, e usa texturas. Realizou várias exposições no Brasil e no exterior.Exposições individuais em Maceió, Recife, João Pessoa, Salvador( Bahia), Roma, Madri. Em parceria com Pierre Chalita: Buenos Aires, Lima (Pe). E coletivas, em Maceió, Salvador, Recife, João Pessoa, São Paulo, Roma.

Atualmente, é Presidente do Conselho Deliberativo da Fundação Pierre Chalita, sediada em Maceió e vice-presidente da Academia Alagoana de Letras.

Outras informações biográficas: Foi colaboradora do Jornal de Alagoas e da Gazeta de Alagoas. É sócia do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, da União Brasileira de Escritores (São Paulo), da Academia de Letras e Artes do Nordeste, da Academia Alagoana de Cultura, do Grupo Literário Alagoano, da Associação Alagoana de Imprensa e da Associação Brasileira de Críticos de Arte.

CURRÍCULO COMPLETO


SOLANGE BERARD LAGES CHALITA
PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO PIERRE CHALITA


Natural de Maceió, Al. Filha de José Lages Filho e de Sônia Berard Lages.É casada com o pintor Pierre Chalita. Escritora e Artista Plástica. Nascida em 27.06.1938.

Formação escolar:
Ginasial no Colégio Santíssimo Sacramento, em Maceió.
Pedagógico no Colégio Santa Marcelina, no Rio de Janeiro.

Formação Universitária:
Letras Clássicas - Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras Santa Úrsula da PUC, no Rio de Janeiro (1959).
Ciências Jurídicas e Sociais - Faculdade de Direito da Universidade Federal de Alagoas (1964).
Diploma Superior de Língua e Literatura Francesa - Faculdade de Letras e Ciências Humanas:Universidade de Nancy, França (1971).
Especialização em Língüística e Comunicação: CHLA, UFAL (1986).
Mestra em Literatura Brasileira com a dissertação: “Uma leitura junguiana do cordel nordestino: dois exemplos” (1997).
Doutora em Letras pela Universidade Federal de Alagoas (2005) com a tese: “O anjo encarnado: aspectos mitopoéticos de uma aventura compartilhada no modernismo brasileiro”. (Estudo crítico-interpretativo sobre o romance O anjo de Jorge de Lima)

Cursos no exterior:
Bolsa de estudo na França de 1º de novembro de 1966 a junho de 1968: Faculdade de Letras e Ciências Humanas, Sorbonne, Paris.
Estágios em Roma de 11.01.1982 a 18.03.1983 no centro de fotorriproduzione, legatoria e restauro dalli archivi de stato, no Instituto Nazionale per la gráfica e no Instituto di patologia del libro Alfonso Gallo.

Atividades Profissionais:
Nomeada em 24.01.66 ,mediante aprovação em concurso com defesa de tese para exercer, em caráter vitalício, o cargo de prof. Catedrático no Colégio Estadual de Alagoas.
Declarada estável no cargo de professor secundário na Secretaria de Educação e Cultura de Alagoas (1970).
Nomeada diretora do Departamento de Ciência e Cultura da Secretaria de Educação em 18.03 1971.
Nomeada para exercer em comissão o cargo de Diretor do departamento de Assuntos Culturais da Secretaria de Educação e Cultura(15.03.1973/ 31.03. 1975).
`A disposição do Instituto Histórico e Geográfico na qualidade de assessora cultural.(1975)
À disposição da Fundação Pierre Chalita como assessora cultural (1984). Atualmente é presidente do Conselho Deliberativo da referida Fundação.

Atividades sócio-culturais:
Criou com um grupo de artistas alagoanos o 1º Festival de Verão de Marechal Deodoro, AL em 1970.
Criou , enquanto diretora do Departamento de Assuntos Culturais da Secretaria de Educação do Estado de Alagoas, com a museóloga Carmen Lúcia Dantas, o 1º Festival de Cinema de Penedo Al, em 1975.
Coparticipou da criação da “Fundação Pierre Chalita”, instituída pelo artista plástico Pierre Chalita, em 1980.

Prêmios Literários 
Prêmio Othon Bezerra de Melo pela Academia Alagoana de Letras com o livro de poesia Canto Sinônimo, 1970, Maceió.
Prêmio Romeu de Avelar com o livro Passagem, contos 1978, Academia Alagoana de Letras, Maceió.
Prêmio de poesia pelo Grupo Literário Alagoano, Maceió, 1978.
Prêmio de conto pelo Grupo Literário Alagoano, Maceió, 1978.
Prêmio de crítica literária pelo Grupo Literário Alagoano, Maceió, 1979.
Prêmio de crítica literária pelo grupo Literário Alagoano, Maceió, 1985.
Prêmio da UFAL: 3º lugar no concurso de literatura do Cinqüentenário do Grêmio Guimarães Passos com a biografia LILY LAGES.
Prêmio Costa Rego concedido pela Academia Alagoana de Letras ao trabalho de co-autoria, ALAGOAS: roteiro cultural e turístico. Maceió, 1979. 

Homenagens
Comenda Marechal Deodoro da Fonseca concedida pelo Governo de Alagoas em 15.11.2011.
Concessão pelo Governador do Estado de Alagoas do Grau de Comendador da Ordem do Mérito dos Palmares em 24.05.2012.
Prêmio BRASKEM conferido na III Festa Literária de Marechal Deodoro - Alagoas 06.12.2012.

Instituições a que está filiada:
Academia Alagoana de Letras (01.05.1993).
Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (02.12.1988).
Membro da União Brasileira de Escritores - São Paulo (1981).
Grupo Literário Alagoano
Academia de Letras e Artes do Nordeste
Academia Alagoana de Cultura
Associação Alagoana de Imprensa
Associação Brasileira de Críticos de Arte - São Paulo.
Sócia Honorária da Sociedade de Médicos Escritores - Alagoas (13.12.2011).
Sociedade Eça de Queiroz – Sócio Correspondente – Rio de Janeiro (16.06.2012)
Academia Luso-Brasileira de Letras - Sócio Correspondente – Rio de Janeiro (15.05.2012) 

Livros Publicados
Reflexos aqueus na Ilíada. Rio:1962.
Canto Anônimo . Maceió: Nossa cidade, 1967.
Canto Sinônimo. Recife: Cia. Ed. de Pernambuco,1970.
Canto/Desencanto. Maceió:Sergasa. SERGASA, 1975.
Passagem.Maceió: SERGASA, 1979.
ALAGOAS: roteiro cultural e turístico. Pernambuco: Recife Gráfica Ed. Ltda.,1979.
LILY LAGES. Maceió : SERGASA, 1978.
Teatro em dois tempos. Maceió: SERGASA,1994.
Uma leitura junguiana do cordel nordestino: dois exemplos.Maceió: EDUFAL,2002.
O Anjo Encarnado. São Paulo: Scortecci, 2008.
Canto Mínimo. São Paulo: Scortecci, 2008. 
Canto Efêmero. São Paulo: Scortecci, 2011.

Colaboradora semanal para assuntos culturais do Jornal de Alagoas nos períodos
1975 a 1982 e de 1983 até 1993.
Foi colaboradora semanal na área de Literatura do Jornal “Gazeta de Alagoas”, no caderno “Mulher”, durante dois anos.

Atividades de Artista Plástica:
Exposições coletivas em Alagoas, Pernambuco, São Paulo e Brasília (desde 1978)
Exposições individuais:Maceió, Recife, João Pessoa, Brasília, Roma, Madri, Lima(Peru) e Buenos Aires.
Prêmio: 1º lugar no concurso de Pintura da EMATUR-Festival do Mar - 1983
Exposição individual, Maceió, 29 de agosto de 2011.