VANIA RIBEIRO DE ANDRADE
PORTUGUÊS
BIOGRAFIA
 
BIOGRAFIA

Vânia Ribeiro de Andrade

Escritora infanto-juveni e contista se define como uma sagitariana feliz, amante da Vida e de sorriso largo.

Acredita em Deus, na Vida e nas pessoas.

Aprecia a sensibilidade, amizade, criatividade, uma boa rede associada a um bom livro, bondade, inteligência e ... um bom papo.

Não gosta daqueles que têm visão mesquinha da vida e das pessoas..

Quanto ao presente está no seu melhor momento, fazendo projetos e realizando sonhos.

Do futuro espera aprender e realizar muito ainda, pois se classifica como uma eterna aprendiz: na vida, no amor e na "guerra".

Vânia nasceu em Fernandóplois, interior de São Paulo e ao longo da vida residiu nas cidades: Indiaporã, São José do Rio Preto e na Grande São Paulo, em 1979 transferiu-se para o Estado do Pará com seus pais, morando em Marabá, Belém e retornando há mais de uma década a Marabá futura capital do Estado de Carajás.

Graduada em Letras e Especialista em Língua Portuguesa: Uma abordagem textual, ambos pela Universidade Federal do Pará - UFPA - Campus Marabá. Bacharel em Administração pela faculdade Metropolitana de Marabá e especialista em Docência - Ensino Superior - pela UNIASSELVI - Pólo Marabá/Pará.

Funcionária Pública Estadual - efetiva do Poder Judiciário do Estado do Pará e Professora Tutora Externa da UNIASSELVI - Pólo Marabá.

Foi professora da rede pública ministrando as disciplinas: Língua Portuguesa, Literatura Brasileira e Técnicas de Redação no  antigo 1º e 2º graus. No período em que ministrou as disciplinas acima observou a deficiência dos alunos na leitura e compreensão dos diversos tipos de textos - do literário ao didático - e constatou que tal deficiência se dava pelo desprazer da leitura ou pela falta de leitura de bons textos, o que provocou e continua proporcionando o declínio da cultura acadêmica dos mesmos. 

Em parceria com duas amigas publicou o livro "Marabá e suas lendas", registrando a história e as lendas da região de Marabá, edição esgotada.

Por vários anos contribuiu semanalmente com o jornal da cidade local "Opinião", mas por escassez de tempo suspensdeu a tessitura das crônicas.

Membro da Academia de Letras do Sul e Sudeste do Estado do Pará, ocupando  a cadeira n.º 11, tendo como patrona Cecília Meirelles.

Pesquisadora e membro do Grupo de Pesquisa e Estudos da Literatura, Línguística e Cultura Panamazônica -GPELLC - UFPA. 





contato com a autora: volitaandradehotmail.com