SIMONE ATHAYDE
PORTUGUÊS
BIOGRAFIA
 
BIOGRAFIA

Simone Athayde é goiana, casada e mãe de dois filhos. Formada em Odontologia, graduou-se também em Letras para aperfeiçoar-se na arte da escrita. Em sua poesia Dramática podemos perceber o amor dessa escritora pela Literatura:

“Há versos em minha garganta,
 sufocando-me
há prosa em meu sangue,
hemoglobina literária
letras no lugar de células
há sinapses de palavras em meu cérebro
neuro-linguística
sou toda lírica,
épica, narrativa
sou dramática.”


Em 2008, Simone lançou seu primeiro romance, Calipso e Ulisses, publicado pela editora Kelps, de Goiânia. Esta obra faz um diálogo com a mitologia grega para contar uma história contemporânea, a qual se desenvolve em forma de uma prosa poética. O reconhecido escritor goiano José Mendonça Teles fez o seguinte comentário sobre este romance:
“Estimada Simone, li seu livro no supetão, não tinha como parar. Cada página me atraia mais e após a leitura, ainda no calor da emoção. A narrativa envolvendo Calipso, Carlos, Ligia e Ulisses faz com o leitor ame seu livro, que tem lugar garantido na literatura brasileira. Você tem jeito para a coisa. Conte comigo, seu leitor amigo”. José Mendonça Teles. 29/03/09
Em 2010 a autora lançou o livro de contos A ilha triste e outras histórias, que reúne dez contos nos quais criou situações de mistério e encantamento.

No conto que dá título ao livro, temos a história de Emanuel. Pobre e desempregado, ele consegue trabalho na misteriosa Ilha Triste, na qual ninguém se atreve a ir.

Em O matador de árvores, o narrador é um homem cansado da rotina de cortar árvores. Após começar a ter os mesmos pesadelos noite após noite, ele tem a vida mudada tragicamente.
 
Em Lembranças de Ícaro, relembramos o famoso primeiro voo do avião 14 bis através dos olhos de um menino francês.

Os temas "morte" e "amor" permeiam a maioria dos contos de uma forma que busca envolver o leitor até o desenrolar das histórias.
Em 2011 lançou o romance histórico O aprendiz de Tiradentes, merecedor de Menção Honrosa em concurso promovido pela Academia Goiana de Letras.

O enredo percorre um período de 10 anos, iniciando-se em 1782, época em que começavam a fervilhar ideias revolucionárias em Minas. Um rapaz humilde, Hélio, vai aprender o ofício de cirurgião com Tiradentes e acaba por se tornar testemunha do desenrolar trágico que teriam os grandes planos dos inconfidentes. Ao mesmo tempo, o jovem tem que lidar com sua própria saga de ser humano comum.

Em 2014, Simone lançou A descoberta de Tales, vencedor do concurso "Bolsa de publicações João Luiz de Oliveira" - categoria prosa. O livro trata da história de um professor universitário em crise pessoal, que durante uma viagem, enquanto vivencia e observa as dificuldades do mundo contemporâneo, tenta descobrir um sentido para a sua vida.

 Além desses trabalhos, a autora também publicou os livros infantis O espelho amalucado e A pescaria dos sapos.
Simone Athayde é membro da Academia Anapolina de Letras e da Rebra, tendo participado das antologias dessa organização, com traduções para o francês de seus trabalhos Conto insignificante para alguém quase comum e O homem, a ponte e a morte.

Acesse o site www.simoneathayde.com.br  para conhecer alguns textos da escritora. Além disso, no link textos desta página na Rebra você pode conhecer alguns de seus contos.