ELIANE STODUCTO
PORTUGUÊS
BIOGRAFIA
 
BIOGRAFIA

Eliane Stoducto é carioca, estudou no Colégio Pedro II, fez 2 anos de Desenho de Arquitetura e Urbanismo, no Instituto de Belas Artes(IBA), no Parque Laje, tendo se formado em História, pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, da Universidade Federal do Rio de Janeiro(UFRJ).
Recém formada deu algumas aulas de Geografia e História e fez algumas pesquisas no Arquivo Nacional e na Biblioteca Nacional, para o Centro de Pesquisa de História Econômica do Brasil (CEPHEB) - pesquisa no Arquivo Nacional, sob a orientação do Prof. Mircea Buescu (1977/78) E trabalhou como pesquisadora-assistente no projeto "Atenção à Saúde e Controle Social - 1900-1940", financiado pela Fundação Ford, sob a orientação do Prof. Nílson do Rosário Costa. (1980) mas logo se afastou da vida acadêmica.
Nos anos 80 começou a escrever letras de música e participou de alguns festivais de MPB. Classificou-se no Festival de Juiz de Fora, 1981, com três músicas (letras), tendo obtido o 1o lugar, com a música Fênix. No mesmo ano classificou música em 4o lugar, no Festival de Ouro Preto e, em 1986 classifica-se no Festival de Muriaé. Neste mesmo ano fez a direção do show Aécio Flávio e Jane Duboc, no Teatro do Parque, RE e no Palácio das Artes, BH. Como letrista teve 5 de suas músicas gravadas pelas gravadoras: Polygram, 1980; Aycha, 1981; Pointer, 1982; RCA, 1982; Pointer, 1983 e Polygram, 1983.
A partir de 1979, trabalhou como colaboradora do escritor e roteirista Armando Costa, parceiro e amigo, em alguns seriados para TV , com o qual fez, posteriormente, a adaptação para teatro de "O Analista de Bagé" (1982), tendo escrito, em parceria com ele, a peça "Filhos da Pátria!" (1983) ainda inédita.
Em 1982 foi premiada e publicada pela Revista Nova, com seu depoimento "Pernas pra que te quero" .
Com o nascimento de seus dois filhos afastou-se da vida lítero-boêmia-musical, hibernando durante 14 anos, cuidando dos meninos e escrevendo crônicas e poesias. Há dois anos vem publicando-as através da Internet, em fóruns e sites de poesia e, há um ano e meio, através de seus próprios sites - Cristal Poesia Prosa e Poema em Movimento - onde apresenta alguns de seus trabalhos e de outros poetas. Em dezembro de 1999, inaugura, com Claudia Letti, o site Letra de Corpo – Literatura e Arte , destinado a acolher obras de diversos poetas e escritores que queiram participar e publicar seus trabalhos.
Participa da Crônica do Dia site coletivo na Internet, como membro da Ártemis, Fórum de Mulheres e fundou, em 1999, a Lista Literária Katarse .