THEREZA CHRISTINA ROCQUE DA MOTTA
PORTUGUÊS
BIOGRAFIA
 
BIOGRAFIA

Thereza Christina Rocque da Motta, 1957, é poeta, advogada, editora e tradutora. Publicou Relógio de Sol (1980), Papel Arroz (1981), Joio & trigo (1982, 1983, 2004), Areal (1995), Sabbath (1998), Alba (2001), Chiaroscuro – Poems in the dark (2002), Lilacs/Lilases (edição bilíngüe, 2003), Rios (2003), Marco Polo e a Princesa Azul (edição bilíngüe, 2008) e o pôster-poema “Décima lua” (1983). Traduziu romances de Thomas H. Cook (O Caso da Escolha Chatham, Lacerda, 2000) e Sue Monk Kidd (A Sereia e o Monge, Prestígio, 2005), e poemas de Anne Morrow Lindbergh (O Unicórnio e outros poemas, Ibis Libris, a sair), Sylvia Plath, Byron, Shelley, Keats, Yeats e Shakespeare (44 Sonetos escolhidos, Ibis Libris, 2006), livros de não-ficção de John Grogan (Marley & Eu, Ediouro, 2006), de Greg Mortenson e David O. Relin (A terceira xícara de chá, Ediouro, 2007), um romance juvenil de Nina Bernstein (Um livro mágico, Moderna, 2005) e Por que amamos ler? (Novo Conceito, 2008), de Brian Bristol, entre outros. Organiza a Ponte de Versos desde setembro de 2000. Fundou a Ibis Libris em agosto de 2000.