BETI ROZEN
PORTUGUÊS
TEXTOS
 
TEXTO

CONJECTURANDO O JEITO 

Começar é sempre difícil.
Pensar, falar, agir;
tudo é uma questão de jeito;
de querer ter jeito;
de saber ter jeito;
de criar o jeito.

De qualquer jeito,
é muito fácil ficar sem jeito.
É só ser desajeitado,
andar agitado
que perde o jeito.

E se começar é difícil,
terminar é mais ainda.
Mas, com o tradicional
jeitinho brasileiro,
dou um jeito
nesta poesia sem jeito
sobre o jeito.
Termino com a seguinte frase:
Tudo é uma questão de jeito.


21 ETAPAS DE UM PROCESSO DE SEPARAÇÃO.
DA DOR DE COTOVELO À SENSAÇÃO DE LIBERDADE.

FIM

1- Ficar sozinha por opção
pode ser fácil
Mas por rejeição
é bem mais difícil.

2- Ele diz que não a quer mais
nem como amante
Muito menos como companheira.

3- Seu amor próprio começa ir de mal a pior.
Começa a sofrer.

4- Vai baratinando
desajustando
desequilibrando.
Sente-se imprestável.

5- Com um certo esforço,
consegue sorrir um pouquinho.
Disfarçando o seu rancor,
ajuda até na arrumação das malas dele.

6- Com uma certa mágoa, vai logo engomando
as roupas íntimas dele, depois de lavá-las,
deixando as cuequinhas
bem durinhas.

7- Quanto às meias,
guarda uma de cada par,
por puras razões sentimentais.

8- Depois, não esquece de por aquele pijaminha
bem cafona na malinha dele,
como também material esportivo
tão indispensável a ele.
Resolve lhe dar a metade de cada roupa,
rasgando pedacinho pr pedacinho.
Após isto tudo, decide dizer
ADEUS
E não olha mais para trás.


9- Vai se conformando em viver sozinha;
mesmo sabendo que em muitas situações
precisa-se de um parceiro,
como jogar tênis, dançar, andar de gangorra.

10- Por outro lado, imbui-se de coragem
e começa a perceber suas qualidades,
jogando bola ao cesto, fazendo mágicas
e, até mesmo, consegue se equilibrar
no arame como artista de circo.

11- Observa certas vantagens no seu dia-a-dia:
Quando vai ao banheiro, não encontra mais
a tábua do vaso sanitário levantada.
Fica alegre quando nota que não precisa
brigar mais pelo último biscoito de chocolate.
Tem até espaço no armário para colocar suas roupas!

12- Joga tudo o que não precisa fora:
Suas meias, sutiã, roupas íntimas, todas bem sexy.

13- E a economia que faz nas compras de supermercado
nem se fala! Pois não possui mais apetite,
esta é uma grande vantagem nos dias de hoje.
Chega a conclusão de que é mais econômico se viver sozinha
do que a dois.

14- Um belo dia ele vem buscar suas coisas,
vem todo delicado, se desculpando.
Ela concorda com tudo, mas diz a ele
que não viu de jeito nenhum o retrato da mãe dele,
a sua coleção de revistas, sua camisa favorita.
E disfarça, olhando para o lixo, para ele não notar.

15- Telefona para os amigos dele,
desabafa tudo o que não teve coragem
durante os últimos anos.
Fala uns bons desaforos.

16- Assim, começa a exercer sua independência:
Queima tudo, como cartões de aniversário,
cartas de amor...

17- Com coragem, se pesa, e descobre que a cada dia
aproxima-se mais do zero na balança.
Afinal de contas, não queria ser magrinha?

18- Como que uma aposentada, sem graça, nada sexy, maltratada,
com sua camisola de flanela, ela vai para a cama sozinha,
sem nem mesmo escovar os dentes.
Dormindo sozinha, se sente muito deprimida.

19- Tenta se acostumar, mas observa que o tempo
não passa facilmente quando joga cartas(“paciência”) sozinha.

20- Mesmo assim, tenta se convencer que o tempo é o melhor
remédio, e vai contando os dias que passam na folhinha.
Com o tempo, vê que todo problema tem solução.

21- Devagarinho, vai percebendo que o que ela chamava de solidão
começa a se transformar em algo que se chama
LIBERDADE

INICIO