CHRISTINA HERNANDES
PORTUGUÊS
TEXTOS
 
TEXTO

Lente Oculta Sublime, enquanto bela Desliza sorrateiramente sem ser vista; Enxerga tudo o que não é dito. Oh! Natureza que criaste oculta, Não te aponta onde estão os abismos Abra-te os olhos para além do que é dito. Não sei por quanto tempo a vida te mostrará, Compreenda estes designios, Volta-te para teu ventre, que lá mora A luz, a paz do teu refúgio Filhos, natureza, juntos te aguardam Novo brilho, nesta lente oculta. A dança da vida te aguarda; No amor as raízes germinarão Lente oculta, desocultará!!