REJANE MACHADO
PORTUGUÊS
BIBLIOGRAFIA
 
BIBLIOGRAFIA

CONTOS: – Prêmio Orlando Dantas - Diário de Notícias/INL -1969 A dimensão das Pedras – Premio Fernando Chináglia - 1973 O outro lado das coisas-2009 ROMANCES: Informação a um desconhecido 2000 Réquiem para Mário- 2010 INFANTIL A festa da Sardinha 1999 (5 historinhas)][ O médico das Flores - (3 hist.) Viagem aos tempos do Vovô— O bem-te-vi fofoqueiro- Mariana dorminhoca. ( 11 textos) ENSAIOS: O livro de Oswaldo- retrato de um contista esquecido – Prêmio Academia de Letras Da Bahia - 2000 Aluízio de Azevedo e o Naturalismo literário – 2013 Estudos Literários - O Momento mais bonito da literatura bras.- Gonçalves Dias e outros-2013 Internet A Literatura colonial brasileira - Uma trindade santíssima (a sair) CRÔNICAS- Contando até dez-2012. Onde foi que nós paramos? - 2014 Fortuna Crítica 1- Contos- (Prêmio Orlando Dantas, Diário de Notícias/INL Rio de Janeiro, 1969). Adonias Filho (...) ao conto (...) que segue a forma de monólogo, senso de movimentação da realidade, configurando uma história curta (...) pelo excelente estilo adequado à fixação de certos estados psicológicos obsessivos. Uma contista de qualidades- se já não o é- está se revelando neste concurso (...) 2-A dimensão das pedras. Cátedra editora, Rio de Janeiro, 1972) Carlos Drummond de Andrade: “Encontrei nos contos aquela essência humana que dá validade à criação por meio de palavras” (...) Laís Corrêa de Araújo: (...) “testemunhar-lhe a satisfação por essa leitura que a define em posição de destaque e valor na nova literatura brasileira pela linguagem simples e objetiva embora carregada de significação e densidade (...) “Que continue a encontrar na crítica e no público a receptibilidade que a sua obra merece”(Belo Horizonte 29/12/72) A. Tito Filho (Academia de Letras de Teresina) “Os contos não reproduzem apenas episódios do quotidiano. São páginas de realidade da vida- e parece que escritas por quem domina a linguagem seca mas eloqüente, a linguagem angustiada, mas com extraordinário valor de comunicação de sentimentos e de ensinamentos (...) uma vez que a autora, além do domínio da língua, da técnica de observar e captar, oferece o ensinamento de quem muito estudou a instituição familiar(...) Moacyr Lopes: “Seu estilo é escorreito, simples, determinado pelo próprio tema, por sua cosmovisão. Aqui e ali surge a autora com uma visão mais penetrante numa representação surrealista ou mágica(...) Torrieri Guimarães- (...) “realmente consegue realizar-se e transmitir-nos uma impressão verdadeira do mundo que nos cerca”. Folha da tarde, São Paulo, 26/12/72. Cosette de Alencar - (...) as histórias do livro têm sabor de lágrimas, mas nem sempre excluem o sorriso terno e compreensivo dos que sabem ler nas entrelinhas.”(...) Livros e letras- Diário Mercantil, Juiz de Fora, 03/01/73 Carlos Heitor Cony-(...)’ em alguns momentos do livro, uma segurança e uma preocupação com a técnica de narrar só encontráveis em autores de vasta experiência.É uma escritora da qual ainda se pode esperar muito’. O Globo, Rio de Janeiro, -1973 Creso Coimbra- “coletânea de contos da maior qualidade, onde se pode vislumbrar, como linha mestra da temática a incessante e eterna luta do homem à busca da liberdade essencial, sempre ameaçada pelos preconceitos e pressões do meio social”. Jornal de Letras, Rio de Janeiro,1973. Jacques Lafleur-